SUV ou caminhonete: 5 dicas para escolher o carro ideal para você

Os modelos de veículos utilitários esportivos (ou, em inglês, SUVs – Sport Utility Vehicles) estão ganhando cada vez mais espaço nas cidades brasileiras. Sinônimos de espaço, tecnologia e visão elevada para os ocupantes, são procurados por quem gosta de viajar em família com conforto, além de oferecem versões com tração 4x4, recomendável par terrenos arenosos, com lama ou muitas pedras. Por tudo isso, os modelos SUV estão em destaque nas concessionárias e revendas e têm tido seus lançamentos muito divulgados pelas montadoras.

Na hora do consumidor estabelecer a sua compra de um modelo mais robusto, entram em cena também as caminhonetes. Se até os anos 1990 pensar em ter uma caminhonete estava diretamente relacionado à necessidade de transportar pequenas cargas, especialmente no meio rural, atualmente é muito comum vê-las disputando espaço também nas cidades, por conta da imponência, do design arrojado e, para vários modelos, também por conta do motor a diesel – que aparece como alternativa mais econômica para alguns condutores que rodam com mais frequência.

Afinal de contas, que tipo de automóvel compensa mais? Se você está em dúvida para decidir entre SUV ou caminhonete, confira essas 5 dicas que a nossa equipe preparou para você.

 

1) Planeje um modelo de acordo com as suas necessidades             

Antes de comprar, é necessário perguntar: “Quais as minhas demandas de transporte com esse veículo?”. Afinal, se a necessidade é exclusivamente para transportar pessoas, os SUVs podem ser uma opção melhor. No entanto, dependendo da quantidade de pessoas que se pretende transportar, ou se há algum tipo de carga que será transportada com frequência e demande uma caçamba, a caminhonete pode ser uma solução mais adequada.

 

2) Pondere sobre o conforto dos ocupantes

Por mais que o desenho do espaço interno das caminhonetes tenha evoluído nos últimos tempos, via de regra, ser passageiro em um SUV é uma experiência mais agradável do que em uma caminhonete.  Como alguns modelos de picape são projetados para privilegiar o transporte das cargas ou desenhados para aguentar um tráfego mais exigente, como no dia a dia do trabalho, a própria configuração da cabine não favorece o conforto – especialmente para quem viaja nos bancos de trás, que não costumam oferecer um bom espaço para as pernas, por exemplo.

 

3) Analise o terreno em que você vai andar

Como as caminhonetes costumam ter uma altura em relação maior do que a dos SUVS, elas normalmente respondem melhor ao tráfego em estradas de terra ou em vias muito irregulares (com muitos buracos, pedras ou outros obstáculos). Outra vantagem está na força dos motores a diesel, que costumam responder melhor em terrenos adversos e para veículos mais carregados. No entanto, se a prioridade de uso do modelo está em trechos urbanos, com vias asfaltadas, esse critério deixa de ser tão decisivo.

 

4) Considere a tecnologia embarcada

Se você pensa e um carro para transporte familiar, mais relacionado ao dia a dia na cidade e na lida com trânsito carregado das metrópoles, pensar em conectividade deixa de ser um item acessório e passa a ser essencial na busca pelo carro ideal.  

Por isso, lembre-se que, quando pensamos em itens de série, os SUVs costumam apresentar mais possibilidades de integração tecnológica. Além disso, como eles trazem vários sistemas eletrônicos, como controle de frenagem de emergência automático, detector de ponto cego, assistente de estacionamento, entre outros. Esses itens também podem, é claro, ser encontrados nas caminhonetes. Mas, via de regra, para tê-los, é necessário desembolsar um valor adicional.

 

5) Faça as contas

Não se deixe levar pelo preço que está no anúncio na hora de dar o passo para a decisão de compra. Lembre-se de colocar na ponta do lápis os custos com impostos, revisões, manutenção, seguro e combustível. Especialmente neste último item, vale a pena fazer um cálculo estimado sobre a previsão de rodagem para definir se o gasto a mais com um modelo movido a diesel será amortizado ao longo do tempo com a rotina dos abastecimentos.

Como são carros mais altos, tanto SUVs quanto caminhonetes exigem cuidado permanente com amortecedores e demais componentes da suspensão – e, normalmente, essas peças de reposição não são das mais baratas.

 

Gostou das nossas dicas? Continue por dentro das notícias do universo automotivo aqui no nosso blog.

compartilhe:

Outras Dicas e notícias
sobre carros

acompanhe nossas redes sociais
© TgPoli 2019. Todos os direitos reservados