11 3687.5049

Direção preventiva: 4 medidas para aumentar sua segurança no trânsito

16 MAR 2017

Quando um motorista consegue precaver-se dos fatores de risco no trânsito, é comum dizer que ele está praticando a direção preventiva. Trata-se de uma maneira inteligente e prudente de conduzir um veículo tanto em trajetos de rotina como também em viagens mais longas.

Ao praticar a direção preventiva, o motorista evita situações perigosas e acidentes, além de contribuir para a ética e cidadania no trânsito. Acompanhe, a seguir, várias medidas para aumentar sua segurança enquanto dirige:

 

#1- Nunca dirija com sono

Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de São Paulo constatou que um indivíduo com privação de sono há mais de 19 horas possui um desempenho mental equivalente ao de uma pessoa com alto teor alcóolico no sangue.  Isto significa que pegar o volante com sono é extremamente perigoso, uma vez que a capacidade de reagir aos estímulos e alertas da pista está muito abaixo do normal.  Assim, a direção preventiva começa com noites bem-dormidas e a dispensa do volante em situações de sonolência - nesse caso, prefira pegar uma carona ou táxi.

 

#2- Não trafegue sem cinto de segurança

Muitas pessoas já estão cansadas de ouvir essa regra, mas é sempre bom lembrá-la e ressaltar a sua importância na direção preventiva. Ao colocar o cinto de segurança, o motorista evita a projeção do seu corpo para fora do carro em casos de acidentes, diminuindo assim o risco de vida e de traumatismos graves - de acordo com estatísticas do Instituto Avante Brasil, o uso de cinto reduz em 50% a probabilidade de morte em um acidente.

 

#3- Mantenha distância de outros veículos

Se você tem aquele velho hábito de “colar” na traseira de outro veículo ao trafegar, saiba que essa atitude aparentemente inofensiva pode provocar sérios acidentes.  A cada vez que o motorista não guarda a “distância de segurança”, ele aumenta as chances de colisão em situações adversas, colocando em risco sua vida e a de seus acompanhantes.

Por isso, é fundamental manter uma boa distância entre o veículo da frente, de modo a permitir que você tenha tempo para frear o carro em uma emergência. Estando em uma pista com boas condições e em circunstâncias normais de clima, o tempo de distância de segurança é de 2 segundos. Já em situações de chuva, pouca visibilidade ou pista escorregadia esse tempo é de, pelo menos, 4 segundos.

 

#4- Não utilize smartphones enquanto dirige

O ato de dirigir exige do cérebro uma atenção difusa, ou seja, o foco em diversas informações simultaneamente.  Em razão disso, a utilização de smartphones para checar mensagens, notificações ou ligações deve ser expressamente evitada para garantir que o cérebro não se distraia e perca o foco nas sinalizações e estímulos da via.

Ao desviar o olhar para visualizar mensagens ou redes sociais no smartphone por apenas 23 segundos, um motorista a 60 Km/h trafega 380 m sem olhar para a pista. Já em um carro que está a 100 km/h, são 640 m de percurso sem visibilidade. Não é difícil concluir, portanto, que o hábito de usar telefone ao volante aumenta consideravelmente os riscos de acidentes.

 

Nós, da TG Poli, esperamos que você siga todas essas dicas para ter mais segurança e tranquilidade no trânsito.  Lembre-se de que a vida é o seu bem mais valioso e a única maneira de não arriscá-la é prevenindo o perigo.

Compartilhe
Outras notícias e dicas da TGPoli