Coronavírus: saiba as preocupações que devemos ter ao pegar Uber ou Táxis

O planeta está em alerta máximo por conta da veloz e avassaladora disseminação do novo coronavírus, causador da Covid-19. Aqui no Brasil, o vírus se alastrou com rapidez, o número de casos confirmados está ainda em expansão e as autoridades sanitárias vêm aplicando medidas restritivas à circulação de pessoas e sugerindo isolamento social. No entanto, o transporte de passageiros, ainda que esteja reduzido em muitas cidades, continua sendo um serviço essencial e permanece sendo requisitado, tanto para veículos particulares quanto para táxis e serviços solicitados digitalmente, como o Uber.

São muitas as dúvidas tanto para quem precisa pegar carro de aplicativo quanto para quem trabalha usando o próprio veículo como meio trabalho profissional ou complemento de renda. Mesmo sabendo que há muitas informações sendo compartilhadas sobre este assunto, permanece a recomendação para que haja bom senso na busca pelas notícias, evitando a disseminação das tão prejudicais fake news. Por isso, nós vamos apresentar a seguir informações colhidas de fontes oficiais e especializadas para ajudar você a conhecer melhor a doença e a cuidar do seu carro neste momento de crise sanitária. Confira!

 

Entenda o que é o coronavírus

De acordo com o Ministério da Saúde, o coronavírus é um tipo viral que ataca especialmente o sistema respiratório. São três as formas de contágio: a primeira e mais comum é por meio de gotículas de saliva e de secreção nasal que são dispersar no ar quando uma pessoa contaminada fala, tosse ou espirra a menos de dois metros de distância de outra pessoa. O segundo modo de transmissão é por meio do contato físico, ou seja, abraços, apertos de mão e beijos, que podem levar o vírus a entrar nas vias respiratórias, tanto pela boca quanto pelo nariz. O terceiro canal de contaminação é o contato das mãos com superfícies contaminadas, e a posterior aproximação das mãos no rosto.

Além das orientações de isolamento, a prática permanente de uma boa higiene também é de extrema importância. Lavar as mãos com água e sabonete, evitar tocar no rosto e ter sempre álcool gel 70% para esterilizar as mãos quando a combinação de água e sabão não estiver disponível são atitudes que minimizam muitos problemas. Além disso, é altamente recomendável o uso de lenço descartável quando tossir ou espirrar.

Outra orientação preciosa é o uso de máscara em caso de sintomas. Eles podem variar caso a caso, mas os mais comuns são tosse seca ou com secreção, febre alta, dificuldade respiratória e insuficiência renal. Outros sintomas que podem aparecer são dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta e diarreia. Caso alguém da família apresente os sintomas, procure o serviço de saúde, evitando as unidades de pronto socorro, por conta das aglomerações.

 

Limpe superfícies de contato e tenha lenços umedecidos no carro

Especificamente na higienização do carro, a principal dica é o uso de álcool 70o para a limpeza das superfícies de contato, como maçanetas, manoplas, para-sóis, volante, engates do cinto de segurança, alavancas, botões, rádio e suportes para as mãos (nas portas e acima delas, na parte interna). Além disso, para motoristas profissionais, vale a cortesia de oferecer um lenço umedecido com álcool para o passageiro higienizar as mãos ao entrar no veículo.

 

Cuide do filtro do ar condicionado

O mais recomendável em tempos de pandemia é viajar com os vidros abertos, para aumentar a circulação do ar. No entanto, caso o passageiro faça questão de andar com o ar condicionado do veículo ligado, é fundamental manter a circulação aberta e revisar permanentemente os filtros e higienizar as tubulações num serviço especializado, para evitar não só o coronavírus mas a contaminação por outros fungos e bactérias.

 

Redobre a atenção com os passageiros e locais das corridas

Parece estranho falar disso, mas é necessário ter cuidado especial com passageiros que chegam de aeroportos, hospitais, terminais rodoviários, estações de trem e metrô e outros locais de grande aglomeração. Além disso, caso você, motorista profissional, perceba que seu passageiro está com a algum dos sintomas, tenha no porta-luvas uma caixa com máscara para oferecer ao passageiro. Pode soar deselegante, mas é uma medida valorosa para assegurar a sua saúde e a dos seus demais passageiros.

 

Saiba mais sobre a manutenção preventiva do seu carro clicando aqui!

compartilhe:

Outras Dicas e notícias
sobre carros

acompanhe nossas redes sociais
© TgPoli 2019. Todos os direitos reservados